Programação

Espetáculos e Mostra de Números
Mostra de Filmes, Projeto Diálogos e Ponto de Encontro

Espetáculos e Mostra de Números

Les Colporteurs (França)

Espetáculo: “Le fil sous la Neige”

Não recomendado para menores de 10 anos

Le fil sous la Neige (o fio sob a neve) é um espetáculo sensível e poético que reúne sete aramistas virtuosos e singulares.

Le fil sous la Neige (O fio sob a neve) é um espetáculo sensível e poético que reúne sete aramistas virtuosos e singulares. Muito além da proeza técnica eles criam uma coreografia nos ares, um canto dos corpos a sete vozes.

O espetáculo conta um pouco da trajetória de Antoine Rigot , um dos fundadores do grupo que sofreu um acidente brutal e irreversível. Um ano após o acontecido ele começa a se reerguer, o equilibro reaparece, se trata de reaprender a andar, se colocar de novo no caminho, ser equilibrista da vida. Rigot cria com o seu grupo este espetáculo que explora as emoções, os obstáculos e desafios que encontraram no decorrer da existência. Uma evocação poética do percurso que cada um segue.

Direção: Antoine Rigot / Assistente de direção: Cécile Kohen / Aramistas: Florent Blondeau, Sanja Kosonen, Andreas Muntwyler, Agathe Olivier, Julien Posada, Molly Saudek, Ulla Tikka / Músicos: Boris Boublil, Antonin Leymarie, Rémi Sciuto / Equipe técnica: Nicolas Legendre, Thierry Azoulay, Stéphane Mara.

Produção: Les Colporteurs.

Co-produção: Théâtre Firmin Gémier, scène conventionnée d’Antony // Culture Commune, scène nationale du bassin minier du Pas de Calais // Cirque-Théâtre d’Elbeuf, centre régional des arts du cirque de Haute Normandie // Agora, scène conventionnée de Boulazac // Circuits, scène conventionnée Auch Gers Midi Pyrénées // La Ferme du Buisson, scène nationale de Marne la Vallée // Le Manège de Reims, scène nationale // La Verrerie d’Alès en Cévennes, pôle cirque Région Languedoc Roussillon // Service Culture du SAN de l’Isle d’Abeau // APIAC, association de préfiguration de l’institut des arts du clown de Bourg-Saint-Andéol // Cirque Jules Verne, pôle régional des arts du cirque, Amiens Metropole // Le Parapluie, centre international de création artistique d’Aurillac.

Com o apoio do Festival Furies – Châlons en Champagne // EPPGHV La Villette Paris // Ministère de la Culture et de la Communication – DMDTS.

A companhia Les Colporteurs é patrocinada pela DRAC Rhône-Alpes, a região Rhône-Alpes, o Conselho Geral da Ardèche e recebe o apoio da Fundação BNP Paribas.

Local: Lona na “Cidade do Circo” (FUNARTE MG)
Dia 26/08 às 21h, 27/08 às 20h e 28/08 às 19h30

Este espetáculo tem o apoio de:

Patrocinadores do Festival Mundial de Circo

Acrobat (Austrália)

Espetáculo: “Propaganda”

Não recomendado para menores de 16 anos

O espetáculo cria uma surpreendente mistura de técnicas acrobáticas com uma visão crítica da sociedade moderna.

O espetáculo cria uma surpreendente mistura de técnicas acrobáticas com uma visão crítica da sociedade moderna. Além da habilidade impressionante dos artistas, Propaganda explora a busca da felicidade momentânea, a propaganda gerada para manter a unidade do consumismo e mostra um apelo vivo e sereno do grupo para abrir os olhos e a mente do espectador para a “beleza das causas”.

Este desejo de ir contra a maré da escalada contemporânea pode ser visto na anti-estética de suas produções: crus, eles são focados no trabalho do corpo acrobático, sem pose, sem glamour, sem disfarces para ir direto ao que é essencial: o ser humano.

Com: Simon Yates, Ann Lancaster-Jo, Grover Lancaster-Cole, Fidel Lancaster-Cole / Produção: Van Ta-Minh / Técnico: Ryan Taplin / Produção Geral: Marguerite Pepper.

Local: Lona na “Cidade do Circo” (FUNARTE MG)
Dia 03/09 às 21h e 04/09 às 20h

Este espetáculo tem o apoio de:

Este espetáculo tem o apoio de NSW-Arts NSW

Cia La Tal e Leandre (Catalunha)

Espetáculo: “Démodés”

Classificação: Livre

Três palhaços perdidos, expulsos por um mundo em mudança. Esse é o “tema” de Démodés.

Três palhaços perdidos, expulsos por um mundo em mudança. Esse é o “tema” de Démodés, espetáculo que reúne o artista Leandre Ribera e a companhia espanhola La Tal.

Aos poucos vamos descobrindo a pessoa por trás do nariz vermelho e encontramos o palhaço por trás da pessoa. Trata-se de uma tragicomédia sobre o fim destes cômicos no imaginário coletivo contada a partir da linguagem clássica dos palhaços.

Com: Enric Casso, Jordi Magdaleno e Leandre Ribera.

Local: “Cidade do Circo” (FUNARTE MG)
Dia 03/09 às 16h20 e 04/09 às 16h

Este espetáculo tem o apoio de:

Espetáculo tem o apoio de Institut Ramon LLuLL

Leandre Ribera (Catalunha)

Espetáculo: “Chez Leandre”

Classificação: Livre

Leandre Ribera é clown, mímico, ator, criador e diretor de espetáculos.

Leandre Ribera é clown, mímico, ator, criador e diretor de espetáculos. Há 13 anos participa de diversos festivais de teatro de rua, tendo montado neste período quatro espetáculos, que ele considera como sua “escola”.

Certa vez escutou de alguém que “na rua você está em casa”. Então decidiu nomear sua última criação de Chez Leandre (na Casa do Leandre, em tradução literal).

“Eu não sou um mendingo
Ao contrário.
Eu sou um clown e a rua é minha casa.
Venha, entre.
Juntos abriremos a porta do jogo”.

Criação e interpretação: Leandre Ribera.

Local: “Cidade do Circo” (FUNARTE MG)
Dia 04/09 às 18h

Este espetáculo tem o apoio de:

Espetáculo tem o apoio de Institut Ramon LLuLL

La Mínima (SP)

Espetáculo: “Rádio Variété”

Classificação: Livre

Rádio Variété é o novo espetáculo de rua da Companhia La Mínima e supervisão geral do músico e artista multifacetado Antônio Nóbrega.

Rádio Variété é o novo espetáculo de rua da Companhia La Mínima, que conta com supervisão geral do músico e artista multifacetado Antônio Nóbrega.

Três artistas do teatro de variedades num local público começam a instalar uma parafernália “um tanto” tecnológica, porém aparentemente obsoleta. Aos poucos este conjunto toma forma de um estúdio de “rádio-circo-teatro”, onde desfilarão atrações jornalísticas-dramático-musicais. Música, dança, teatro de bonecos, entradas clássicas de palhaço e é claro o rádio, foram as principais referências para a construção deste espetáculo. Trata-se de uma homenagem ao palhaço brasileiro e ao rádio, meio de comunicação popular por excelência.

Com: Domingos Montagner, Fernando Sampaio e Filipe Bregantim / Supervisão Geral: Antônio Nóbrega / Direção de Produção: Luciana Lima.

Local: “Cidade do Circo” (FUNARTE MG)
Dia 27/08 às 16h e 28/08 às 17h

La Mínima (SP)

Espetáculo: “A Noite dos Palhaços Mudos”

Classificação: Livre

A partir da comicidade física, da lógica do absurdo e do humor sem palavras, “A Noite dos Palhaços Mudos” traz os conflitos entre as intolerâncias urbanas e o universo irreverente do palhaço.

A partir da comicidade física, da lógica do absurdo e do humor sem palavras, “A Noite dos Palhaços Mudos” traz os conflitos entre as intolerâncias urbanas e o universo irreverente do palhaço. Adaptação do texto original do cartunista Laerte, o espetáculo transforma a trama num “policial noir” ou “clown noir”, tornando-a preciosa para a interpretação dos atores. Perseguições em meio às sombras misturam-se a truques de magia, números musicais e outros absurdos cômicos, para mostrar os conflitos entre as intransigências contemporâneas e a lógica do palhaço, se é que ela existe!

Com: Domingos Montagner, Fernando Sampaio e Fernando Paz / Direção de Produção: Luciana Lima.

Local: Galpão Cine Horto (Rua Pitangui, 3.613 / Tel: 31 3481-5580)
Dias 02 e 03 de setembro às 21h
Dia 04 de setembro às 18h e 20h
Entrada franca

* O espetáculo também acontece em Mariana (Teatro do SESI: dia 30 de agosto às 20h) e em Ouro Preto (Casa da Ópera: dia 31 de agosto às 20h). Entrada Franca.

Palhaço Tomate (Argentina)

Espetáculo: “Tomate a puro Tomate”

Não recomendado para menores de 14 anos

Espetáculo: “Tomate a puro Tomate” - Tomate é um palhaço, um bufão, um ser que com sua destreza e genialidade faz o público rir e pensar.

Tomate é um palhaço, um bufão, um ser que com sua destreza e genialidade faz o público rir e pensar. Em quase 20 anos de risadas e aplausos, já percorreu mais de 20 países com seu espetáculo solo inflando, soprando e dando vida a uma série de disparatados personagens feitos com balões.

Segundo Tomate, “existem experts em todos os ramos da arte, da ciência e da tecnologia. Experts em política, em estatística e em economia….a mim, ser expert em balões me pareceu tão inútil como todos os anteriores”.

Local: “Cidade do Circo” (FUNARTE MG)
Dia 27/08 às 22h e 28/08 às 21h (retirar senha 1 hora antes do espetáculo)

Cia do Quintal (SP)

Espetáculo: “O Eterno Retorno”

Classificação: livre

Espetáculo que fala do ritual do aniversário e de tudo o que está relacionado a esse universo: bolos, velas, presentes, festas e desejos.

Espetáculo que fala do ritual do aniversário e de tudo o que está relacionado a esse universo: bolos, velas, presentes, festas e desejos. João Grandão e Mademoiselle Blanche são amigos que, se pudessem, fariam aniversário todos os dias. Por isso, eles preparam surpresas a todo o momento para compartilhá-las com o público.

Com: Rhena de Faria (Mademoiselle Blanche) e Marcio Ballas (João Grandão).

Local: “Cidade do Circo” (FUNARTE MG)
Dia: 03/09 e 04/09 às 19h (retirar senha 1 hora antes do espetáculo)

Grupo Maria Cutia (BH)

Espetáculo “Concerto em Ré”

Classificação: Livre

A famosa banda Maracutaia apresenta para seu grande público um show inesquecível.

A famosa banda Maracutaia apresenta para seu grande público um show inesquecível. De traz pra frente, esse showzão começa no bis e acaba na passagem de som. No repertório, canções de palavras doces, que retratam o universo das mulheres e dos homens, além de cantarem sobre nosso mundo real (suas tartarugas, araras, micos, onças e garoupas).

Com: Hugo Araújo, Leonardo Rocha, Mariana Arruda e Marielle Brasil.

Local: “Cidade do Circo” (FUNARTE MG)
Dia: 28/08 às 15h

“Mostra Competitiva de Malabares”

Classificação: Livre

A “Mostra Competitiva de Malabares” é uma iniciativa da JR Malabares apoiada pela Festival Mundial de Circo. Números de malabares foram selecionados de acordo com critérios como a excelência artística, figurinos, trilha sonora, criatividade, técnica em malabares e presença de palco. O resultado será apresentado em um grande espetáculo com entrega de prêmios para os três primeiros lugares.

Local: Lona na “Cidade do Circo” (FUNARTE MG)
Dia 31/08 às 20h

Números Circenses

Classificação: livre

O Festival Mundial de Circo selecionou números circeneses produzidos em diversas regiões do país para se apresentarem na “Cidade do Circo”.

O Festival Mundial de Circo selecionou números circeneses produzidos em diversas regiões do país para se apresentarem na “Cidade do Circo”. Números aéreos, acrobacias, malabarismo e outras técnicas acontecem em dois picadeiros armados na área externa da FUNARTE MG.

Dias 27 e 28 de agosto (apresentações entre 15h e 19h):

  • Artistas: Martin Sabatino e André Sabatino / Técnica: Barra Fixa e Trapézio em Balanço.
  • Artistas: Bel Mucci e Natália Presser / Técnica: Lira dupla.
  • Artista: Luciana Menin / Técnica: Corda Marinha em Balanço.
  • Artistas: Lion Nathan e Gilson Filho (Circo Grock) / Técnica: Monociclo.
  • Artista: Luiz Sartori do Vale / Técnica: Malabares.
  • Mestres de cerimônias: Lu Lopes e Marcelo Lujan.

Dias 03 e 04 de setembro (apresentações entre 15h e 19h):

  • Artista: Ruby Rowat / Técnica: Trapézio em Balanço.
  • Artista: Clarice Panadés / Técnica: Malabares.
  • Artista: Carolina Cony / Técnica: Trapézio Fixo.
  • Artista: Philippe Ribeiro / Técnica: Mastro.
  • Artistas: Lourenço Marques e Patrícia Manata (Cia. Suspensa) / Técnica: Aéreo.
  • Mestres de Cerimônias: Cesar Tavares e Marcos Camelo (« Os Fabulosos »).

Espetáculo – Spasso Escola Popular de Circo (BH)

Classificação: Livre

Parceira do festival desde 2001, a Spasso Escola Popular de Circo apresenta o mais novo espetáculo produzido para a turma do segundo ano de formação da Escola.

Local: “Cidade do Circo” (FUNARTE MG)
Dia 01/09 às 20h

O Menor Festival Mineiro de Palhaços do Mundo

Classificação: Livre

No menor palco do mundo são apresentadas as menores cenas com palhaços que conseguem arrancar as maiores gargalhadas do público !

No menor palco do mundo são apresentadas as menores cenas com palhaços que conseguem arrancar as maiores gargalhadas do público! O Menor Festival Mineiro de Palhaços do Mundo é um evento organizado pelo Doutores da Alegria que tem como objetivo promover o diálogo entre a unidade da instituição em Belo Horizonte e os artistas locais, além de criar um espaço para divulgação da arte do palhaço.

O público é peça fundamental no festival. É ele quem motiva, fiscaliza e decide as cenas campeãs. As três cenas vencedoras serão reapresentadas em apenas um minuto e o público elege a grande vencedora!

Local: “Cidade do Circo” (FUNARTE MG)
Dia 02/09 às 20h

Mostra de Filmes, Projeto Diálogos e Ponto de Encontro

Mostra de Filmes

Seleção de filmes de curta e longa metragem que exploram o universo circense. Serão exibidos também espetáculos na integra de companhias de circo contemporâneo.

Para a abertura da Mostra será exibido o filme documentário inédito “Sob(re) a Lona” dirigido por Janaína Patrocínio e Silvia Godinho. As diretoras acompanharam a trupe do Circo Zanni durante a circulação por cidades de Minas Gerais realizada pelo Festival Mundial de Circo.

“Sob(re) a Lona” mergulha no cotidiano de uma companhia circense que faz o circo acontecer antes mesmo dos holofotes se acenderem, deixando transparecer suas origiens, suas influências e como se valem das tradições desta arte milenar para criar números e manter viva a magia do circo. “Sob(re) a Lona” é um documentário emocionante, cheio de humor e situações inusitadas.

Local : Espaço Petrobras na “Cidade do Circo”(FUNARTE MG)
Sob(re) a Lona: Dias 27/08 e 28/08 às 18h20 e 04/09 as 18h

Outros filmes serão exibidos todos os dias durante o Festival.

Projeto Diálogos (palestras e debates)

O Projeto Diálogos, realizado desde 2007 durante o festival, é um espaço aberto e um canal facilitador para realização de encontros entre instituições e pessoas que apoiam, investem, pesquisam e desenvolvem ações, espetáculos e projetos voltados ao circo. Acreditamos que o papel do festival é incentivar a formação de movimentos coletivos que trabalhem para o fortalecimento do circo em todas as suas esferas.

Este ano os debates serão conduzidos pela Federação Ibero-Americana de Circo – FIC de acordo com os seguintes eixos:

Dias 01 e 02 de setembro, de 14h às 19h
Local: “Cidade do Circo – (FUNARTE MG)

1) Desafios para o desenvolvimento do circo na Ibero-america

  • Como fomentar a circulação e a produção do circo;
  • Como consolidar as metodologias pedagogical;
  • Políticas públicas e sustentabilidade;

Dia 03 de setembro, de 10h às 13h

Local: “Cidade do Circo – (FUNARTE MG)

2) Formação e inserção do artista circense no circuito profissional

  • A criação e formação de espetáculos e os circuitos prodissioanis disponíveis.

Federação Ibero-americana de Circo:

  • CIRCO SOCIAL DEL SUR (Argentina)
  • CIRCO DEL MUNDO (Chile)
  • CIRCO PARA TODOS (Colômbia)
  • CARAMPA (Espanha)
  • LA TARUMBA (Peru)
  • CHAPITÔ (Portugal)
  • CRESCER E VIVER (Brasil)

Participação especial:

  • Fred Cardon – Diretor do Projeto “Jovens Talentos do Circo” (França)

*Este projeto é vencedor do edital do Programa Iberescena

Projeto é vencedor do edital do Programa Iberescena

*O Projeto Diálogos é realizado em parceria com o Projeto CRIAC do Instituto Cultural Sérgio Magnani

 Projeto CRIAC do Instituto Cultural Sérgio Magnani

Ponto de Encontro

O Bar/Restaurante do Festival Mundial de Circo está aberto. Venha se divertir conosco !

Aberto em 27 e 28 de agosto e de 31/08 a 04/09 sempre de 14h às 23h

Local: FUNARTE MG (Rua Januária nº 68 – Floresta)